goodbye.

18:05






Tu é que nunca deste valor aquilo que tinhas e sempre que eu decidia confiar novamente em ti, tu fazias questão de fazer com que eu me arrependesse. Eu pare de mandar mensagens e não liguei, eu afestei-me. Eu não fiz nada. Sabes porque? Porque seria estupidamente estúpido da minha parte se eu o fizesse, depois de voltares a esfaquear-me nas costas. Eu não sinto mais saudades tuas. Sinto saudades de alguns momentos, mas não queria revivê-los a teu lado. Sentir saudades para quê? Não vou sentir saudades de alguém que me fez sofrer vezes e mais vezes. Hoje dizes que choras por mim e eu, sinceramente, queria pagar para ver-te a chorar. É tão bom saber que estas a sentir tudo o que me fizeste sentir durante todo este tempo.
Eu estive a teu lado a apoiar-te. Estive lá para ti quando o mundo à minha volta desabava. Eu sempre desisti de tudo, excepto de ti, e tu retribuíste-me com nada, sim, com nada! Agora eu faço falta, pois claro. Mas é tarde demais. Não quero ouvir mais as tuas falsas declarações de amor eterno e que não dura mais do que uma semana.
Tudo o que eu te desejo é saúde, nada mais. E se um dia encontrares-me por aí, cumprimenta-me e depois segue em frente. Peço-te. Faz como sempre fizeste: segue em frente sem te importares com quem deixaste para trás.

You Might Also Like

2 comentários.

  1. Senti isso tudo na pele, identifico-me estupidamente com todas as palavras que aí escreves-te. O que te resta a ti foi o que me restou a mim, ser forte o suficiente para que essa pessoa que "mal" nos fez, apesar de todos os bons momentos é que nao consiga voltar a virar a cabeça e voltar para os seus braços. Força!

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

Popular Posts

Like us on Facebook

Translate

Flickr Images

visits